Negro não quer mais sofrer

Negro não quer mais correr
Negro não quer mais sofrer feitor

Ô-ô-ô / Ô-ô-ô / Ô-ô-ô

Ô, negro nasceu na senzala
Ficou doente sem amor

Ô-ô-ô / Ô-ô-ô / Ô-ô-ô

Ô, Ele veio do cativeiro
Na chibata do feitor
O suor que se escorreria
É sangue do trabalhador

Ô-ô-ô / Ô-ô-ô / Ô-ô-ô

Ô, Ai meu Deus o que eu faço
A imagem não se apagou
Até hoje nessa vida
A escravidão se acabou

Ô-ô-ô / Ô-ô-ô / Ô-ô-ô

Ô, Ai meu Deus o que eu faço
A imagem não se apagou
Até hoje nessa vida
A escravidão se acabou

Ô-ô-ô / Ô-ô-ô / Ô-ô-ô

Questa voce è stata pubblicata in Negro não quer mais sofrer e contrassegnata con . Contrassegna il permalink.

Lascia un commento

Inserisci i tuoi dati qui sotto o clicca su un'icona per effettuare l'accesso:

Logo WordPress.com

Stai commentando usando il tuo account WordPress.com. Chiudi sessione / Modifica )

Foto Twitter

Stai commentando usando il tuo account Twitter. Chiudi sessione / Modifica )

Foto di Facebook

Stai commentando usando il tuo account Facebook. Chiudi sessione / Modifica )

Google+ photo

Stai commentando usando il tuo account Google+. Chiudi sessione / Modifica )

Connessione a %s...