Fugitivo

Fugitivo da senzala
terra pra nunca voltar
onde o tronco apanhava
trabalhava sem parar
Foi criado um quilombo
onde o rei era zumbi
homem forte e virtuoso
mais seu senho era viver
Trabalho dia e noite
pela aquela libertade
retorno para fazenda
com facão para matar
E falam da aquela historia
escuta bem não vai voltar
porque o nego não é escravo
sua sangue é libertade
Com a capoeira nego voo
a libertade que ele crio

Com a capoeira nego voo
a libertade que ele crio

Ooooooi mais eu me lembro
e da batalha
onde o nego pego facão
e mato a o feitor
Com a capoeira

Com a capoeira nego voo
a libertade que ele crio

Ooooooi mais eu me lembro
e da batalha
one o nego pego facão
e mato a o feitor
Com a capoeira

Com a capoeira nego voo
a libertade que ele crio

Annunci

Negro quilombola

Eu sou negro de Angola
eu sou negro de Angola
criado em Quilombola eu sou..

Nasci livre em Palmares
fui dado a um portugues
como um branco me criei
mas meu sangue me chamou
e voltei para os Palmares
pra ser livre outra vez

Coro Eu sou…

Desde o dia que eu cheguei
sò pensava em trabalhar
e o meu povo libertar
Ganga Zumba era o rei
mas meu peito ele traiu
quando quis nos entregar

Coro Eu sou ..

Muitas batalhas enfrentei
muitos caminhos percorri
a solidao me acompanhou
Domingo foi quem me caçou
mas là no mato nao me achou
foi Soarez quem me entregou

Eu sou negro de Angola
eu sou negro de Angola
criado em Quilombola

Coraçao as veces chora

A historia que eu canto agora
é um episodio de amor
onde eu era uma pedra
minha mulher era uma flor

me falaba dia e noite
so frases de grande amor
e eu não tomaba conta
por isso ela me deixo

a saudade que eu ja sinto
dentro do meu coraçao
foi se embora com sua alma
um vazio me deixo

meu amor não tem resposta
a paixão se acabou
e eu sonho com um dia lindo
onde volta se meu amor

coraçao as veces chora (coro)
e por falta de atençao
que ele chora

Eu Quero Voltar para os Tempos de Bimba

Eu quero voltar nesses tempos de bimba ee
De bimba ee, de bimba eee
Eu quero voltar nesses tempos de bimba ee
De bimba ee, de bimba eee

Aqueles tempos de bimba insinar
A capoeira regional
So aluno formado era aceitado
E Batizado no ritual
De bimba ee , De bimba ee , De bimba ee , De bimba eeee …eu quero

Eu quero voltar nesses tempos onde bimba
Desafiava pra lutar
Foi Vitor, Enrique, Custodio e um tal de Ciencia
Todos batidos pela regional
De bimba ee, De bimba ee, De bimba ee, De bimba eeee …eu quero

Eu quero voltar no pasado pra treinar
Com os mandamentos que bimba ensina
Deixar de falar enquanto se practicar,
E nao deixar nunca de gingar
De bimba ee, De bimba ee, De bimba ee, De bimba eeee …eu quero

Vem de Luanda

Vem de Luanda e
Vem de Luanda a
Vem de Luanda negro escravo trabalhar

Fomos vendidos por joba
apanhados por bombeiros
foi num navio negreiro
encaminhados pro Brasil

Vem de Luanda e
Vem de Luanda a
Vem de Luanda negro escravo trabalhar

A tristezza e solidao
maltratava o coraçao
desses negros africanos
que sempre forao meus irmaos

Vem de Luanda e
Vem de Luanda a
Vem de Luanda negro escravo trabalhar

E’ por isso que sinto orgulho
de ser hoje o que sou
sou um grande capoeira
consistente de valor

Vem de Luanda e
Vem de Luanda a
Vem de Luanda negro escravo trabalhar

Arte e manha

é arte manha è arte manha
capoeira è minha vida
solidao nao me acompanha

Atençao capoeirista
…eu sei que voce vai ouvir
o que eu estou falando
sobre o que eu tenho a dizer
nao nasci capoeirista
mas ela me escolheu
eu sou o fruto da vida
e agradeço a meu Deus

é arte manha è arte manha
capoeira è minha vida
solidao nao me acompanha

No começo eu nao sabia
em que eu me tornaria
treinava para exibir
somente os saltos no ar
mas o tempo me ensinou
coragem para render
o que eu queria fazer
sem olhar para atras

é arte manha è arte manha
capoeira è minha vida
solidao nao me acompanha

Obrigado capoeira
foi voce quem me levou
aos braços da minha esposa
e ao capoeira nago
arte é habilidade
è cultura popular
agradeço ao meu mestre
que me ensinou a ensinar

è arte manha è arte e manha
capoeira è minha vida
solidao nao me acompanha

Berimbau Falou

Falou, falou da escravidão, falou,
falou, falou da opressão, falou,
falou, la nos tempos de bimba, falou,
falou, hoje se escutou…

O negro que sofria na senzala
trabalhava na fazenda da feitor,
e um dia ele escutou um lamento
era zumbi dos palmares
foi ele que quem libertou
hoje falou…

Falou, falou da escravidão, falou,
falou, falou da opressão, falou,
falou, la nos tempos de bimba, falou,
falou, hoje se escutou…

Berimbau ajudava os capoeiras
la no tempo la no tempo da opressão
se escutava o toque de cavalaria
quando a policia seguia berimbau ja me avisou
hoje falou

Falou, falou da escravidão, falou,
falou, falou da opressão, falou,
falou, la nos tempos de bimba, falou,
falou, hoje se escutou…

Manuel foi o mestre respeitado
criador da arte da regional,
hoje em dia seu nome será lembrado
ja não se esqueçeu do homen que a capoeira falou…

Falou, falou da escravidão, falou,
falou, falou da opressão, falou,
falou, la nos tempos de bimba, falou,
falou, hoje se escutou…

Historia que se narran do passado
jogadores que se escutam ate hoje
e os cantos que me levan pelos tempos
lembrando issos momentos onde o berimbao toco falou…

Falou, falou da escravidão, falou,
falou, falou da opressão, falou,
falou, la nos tempos de bimba, falou,
falou, hoje se escutou…