Lamento

CORO – REPETIDAMENTE:
você diz que dá no nego
no nego você não da

ne no ne no ne no noooo

lê lê lê lê lê lauê
lauê la lauê la lauê…

mmmmmm
ne no ne no ne no noooo

lê lê lê lê lê lauê
lauê la lauê la lauê…

mmmmmm
capoeira toma sentido

capoeira toma sentido
se não vou te derrubar

Beriba é pau, é pau
é pau de fazer berimbau
Beriba é pau, é pau
é pau de fazer berimbau

Beriba é pau, é pau
é pau de fazer berimbau
Beriba é pau, é pau
é pau de fazer berimbau

Ai ai aidê
Olha joga bonito que eu quero ver

Ai ai aidê
Olha joga bonito que eu quero aprender

Ai ai aidê
Olha joga bonito que eu quero ver

Ai ai aidê
Olha joga bonito que eu quero aprender

mmmmmm
ne no ne no ne no noooo

lê lê lê lê lê lauê
lauê la lauê la lauê…

mmmmmm
ne no ne no ne no noooo

lê lê lê lê lê lauê
lauê la lauê la lauê…

Annunci

Pega na galha do boi

Ie!
Pega na galha do boi,
pega na galha do boi o moleque,
pega na galha do boi o moleque,
pega na galha do boi o moleque.

CORO:
Pega na galha do boi,
pega na galha do boi o moleque

pega na galha do boi o moleque
pega na galha do boi o moleque

CORO:
Pega na galha do boi,
pega na galha do boi o moleque

Pega na galha na galha, o moleque
Pega na galha do boi, o moleque

CORO:
Pega na galha do boi,
pega na galha do boi o moleque

Pega na galha do boi, o moleque
Pega na galha do boi, o moleque

CORO:
Pega na galha do boi,
pega na galha do boi o moleque.

Dança guerreira

CORO: Eh olha A Dança guerreira
Olha a luta maneira
Esse jogo é tinhoso, esse jogo é manhoso
é minha capoeira

CORO: Eh olha A Dança guerreira
Olha a luta maneira
Esse jogo é tinhoso, esse jogo é manhoso
é minha capoeira


É verdade meu amigo na vida vale quem tem
É verdade meu amigo na vida vale quem tem
Coração de criança pra chorar e sorrir
Coração feminino, para amar e sentir

iê viva Meu Deus
iê viva Meu Deus camará

É verdade meu amigo na vida vale quem tem
É verdade meu amigo na vida vale quem tem
Coração de guerreiro pra lutar e vencer
Nesse jogo verdadeiro de nesso mundo viver

iê viva Meu Deus
iê viva Meu Deus camará
iê viva meu mestre
iê viva meu mestre camará
iê a capoiera
iê a capoiera camará
iê volta do mundo
iê volta do mundo camará

E’ de bamba – Varie

É de bamba, é de bamba, é de bamba iê
a capoeira é de bamba
é de bamba, é de bamba ê ê
iê jogo de dentro é de bamba
é de bamba, é de bamba ê ê
a capoeira é de bamba
é de bamba, é de bamba ê ê
iê todo o mundo que é bamba
é de bamba, é de bamba ê ê
iê Mestre Gato é de bamba
é de bamba, é de bamba ê ê
iê Acordeon que é o bamba
é de bamba, é de bamba ê ê
iê Mestre Deputado é de bamba
é de bamba, é de bamba ê
e Suassuna é de bamba
é de bamba, é de bamba ê
mas eu também vou ser um bamba
é de bamba, é de bamba ê
o Canela o também é Bamba
é de bamba, é de bamba ê
e o Mestre Mago é de bamba
é de bamba, é de bamba ê
Acordeon que é de bamba
é de bamba, é de bamba ê
iê eu também quero ser bamba
é de bamba, é de bamba ê
iê Canguru também é bamba
é de bamba, é de bamba ê
e o Mestre Rã também é bamba
é de bamba, é de bamba ê
iê o Lua é de bamba
é de bamba, é de bamba ê
mas eu também vou ser um bamba
é de bamba, é de bamba ê
a capoeira que é bamba
é de bamba, é de bamba ê
iê meu birimbao também é de bamba
é de bamba, é de bamba ê
iê todo o mundo é de bamba
é de bamba, é de bamba ê
iê todo o mundo é de bamba
é de bamba, é de bamba ê

Oi nega que vende aí

Oi nega que vende aí
que vende aí, o que vende aí
oi nega que vende aí
vende arroz e camarão
oi nega que vende aí
vende arroz do maranhão
oi nega que vende aí
agora vou pergunta
oi nega que vende aí
Onde mora o Waldemar
oi nega que vende aí
voce ouviu ele cantar
oi nega que vende aí
Onde anda o Waldemar
oi nega que vende aí
agora vou pergunta
oi nega que vende aí
Onde mora o Waldemar
oi nega que vende aí
voce ouviu ele cantar
oi nega que vende aí

Cantando atravessado

Boa noite gente fina
Boa noite gente fina, a todos vamos louvar
Hoje é dia de festa, sua benção Oxalá
Eu também sou capoeira, da licença vou cantar
Vou cantar para o meu mestre que me ensinou a jogar
Agradeço a Mestre Bimba o que sei da brincadeira
Dessa luta mandigueira, arte de muito valor
Que ele me ensinou sorrindo, com axé e com amor
Vadiar na malandragem e lhe dar o seu valor
Cada qual tem seu caminho, sua ideia opinião
Vida é redemoinho, todo mundo a girar
Gira roda, gira mundo, roda gira vamos la, camaradinho
Viva meu Deus
iê viva meu deus camara…

Faca amolada

Ele era forte, como um tronco,
Um tronco de árvore copuda.
Ele era negro, negro da cor do jacarandá, do jacarandá

Eu conheci quando ele já era bem velho.
Quando ele tinha, quase setenta anos
Na sua escola na Rua das Laranjeiras,
Bem junto ao Largo do Terreiro de Jesus

capoeira capoeira capoeira capoeira â ê ê  ê ê
capoeira capoeira capoeira capoeira â ê ê  ê ê
capoeira capoeira capoeira capoeira â ê ê  ê ê

Ele era forte, forte na alma
Tinha uma faca amolada ieh, no seu olhar
Era uma lâmina muito afiada que abria a picada pra gente passar
Olha o caminho do capoerê, falava Bimba com seu olhar
Olha o caminho do capoerê, falava Bimba com seu olhar

i ê  ê ê
capoeira capoeira capoeira capoeira â ê ê  ê ê
capoeira capoeira capoeira capoeira â ê ê  ê ê