Senzala

O Negro de hoje em dia
Vem na roda , seu doutor.
É o mesmo que sofria.
Os maus tratos do feitor

O canto é da senzala.
E quem cantou pra não chorar.
A luta é gingada
E nasceu pra libertar.

A cabaça, o arame e aquele pau
O seu instrumento berimbau
Avisando que é hora de lutar

Ê, ê, ê, camará
Aruanda, aruanda, aruandê
Ê, ê, ê, camará
Olha joga menino Que eu quero ver
Ê, ê, ê, camará
Olha cante Adilson Que eu quero ver
Ê, ê, ê, camará

Antes que esfrie meu corpo
morto em algum lugar
Meus ossos se retirem
Façam armas pra lutar

Buscando a liberdade
E o direito de viver
Mesmo que a realidade
Só os filhos venham ter

A farinha, a pimenta e o feijão
Tão poucos afirmam que está bom
Enquanto eles comem caviar

Ê, ê, ê, camará
Aruanda, aruanda, aruandê
Ê, ê, ê, camará
Olha joga menino Que eu quero ver
Ê, ê, ê, camará

O Negro de hoje em dia
Vem na roda , seu doutor.
É o mesmo que sofria.
Os maus tratos do feitor

O canto é da senzala.
E quem cantou pra não chorar.
A luta é gingada
E nasceu pra libertar.

A cabaça, o arame e aquele pau
O seu instrumento berimbau
Avisando que é hora de lutar

Ê, ê, ê, camará
Aruanda, aruanda, aruandê
Ê, ê, ê, camará
Olha cante menino Que eu quero ver
Ê, ê, ê, camará

Antes que esfrie meu corpo
morto em algum lugar
Meus ossos se retirem
Façam armas pra lutar

Buscando a liberdade
E o direito de viver
Mesmo que a realidade
Só os filhos venham ter

A farinha, a pimenta e o feijão
Bem poucos afirmam que está bom
Enquanto eles comem caviar

Ê, ê, ê, camará
Aruanda, aruanda, aruandê
Ê, ê, ê, camará
Olha joga menino Que o povo quero ver
Ê, ê, ê, camará
Aruanda, aruanda, aruandê
Ê, ê, ê, camará
Olha joga menino Que o povo quero ver
Ê, ê, ê, camará

——————

Olha aqui minha gente venha ve
Capoeira agachando pra jogar

Berimbau vai alegre camandando
A luta que nasceu pra liberta

Capoeira
O e Capoeira
Capoeira
O e Capoeira
Capoeira
O e Capoeira
Capoeira
O e Capoeira

Olha eu sei que o trabalho honra homem
mais prefiro ser desonrado

Trabalhar pra dar quem não trabalha
é viver é morrer sem ser honrado

Capoeira
O e Capoeira
Capoeira
O e Capoeira
Capoeira
O e Capoeira
Capoeira
O e Capoeira

O trabalho que é vida pra homem
desse mundo so tras tristeza e dor

Trabalhando morrendo os irmão negro
era sempre ao viver do seu senhor

Capoeira
O e Capoeira
Capoeira
O e Capoeira
Capoeira
O e Capoeira
Capoeira
O e Capoeira

—————-

Quando eu estou zangado
Capoeira vou jogar

Vou jogar na Capitães
Capoeira esta la

Capoeira é Brasileira
e nasceu pra liberta

Capoeira é Brasileira
isso eu posso prova

Capoeira Brasileira
Brasileira Capoeira

Capoeira Brasileira
Brasileira Capoeira

Capoeira Brasileira
Brasileira Capoeira

Quando eu estou zangado
Capoeira vou jogar

Vou jogar la na Farol
Capoeira esta la

Capoeira é Brasileira
e nasceu pra liberta

Capoeira é Brasileira
isso eu posso prova

Capoeira Brasileira
Brasileira Capoeira

Capoeira Brasileira
Brasileira Capoeira

Capoeira Brasileira
Brasileira Capoeira

Quando eu estou zangado
Capoeira vou jogar

Vou jogar la na Republica
Capoeira esta la

E o Mestre Ananias
o berimbau vai tocar

Capoeira Brasileira
Brasileira Capoeira

Capoeira Brasileira
Brasileira Capoeira

Capoeira Brasileira
Brasileira Capoeira

Eu sou a mosca

Eu sou a mosca que pousou em sua sopa
Eu sou a mosca que pintou pra lhe abusar

CORO:
Eu sou a mosca que pousou em sua sopa
Eu sou a mosca que pintou pra lhe abusar

Eu sou a mosca que pousou em sua sopa
Eu sou a mosca que pintou pra lhe abusar

CORO

Berimbau ta tocando
O Pandeiro chacoalhando
Atabaque suando
Agogô repicando
E a gente ta cantando

Capoeira!
CORO: Vamos a luta

Capoeira!
CORO: Vamos brincar

Capoeira!
CORO: Vamos a luta

Capoeira!
CORO: Vamos brincar

Na roda de Capoeira
tu não pode vacilar
Na roda de Capoeira
bicho pode te pegar

Capoeira!
CORO: Vamos a luta

Capoeira!
CORO: Vamos brincar

Capoeira!
CORO: Vamos a luta

Capoeira!
CORO: Vamos brincar

Não mexa comigo que eu
não mexo com ninguem
Se mexer comigo topa
se mexer comigo tem

Capoeira!
CORO: Vamos a luta

Capoeira!
CORO: Vamos brincar

Capoeira!
CORO: Vamos a luta

Capoeira!
CORO: Vamos brincar

Minha arte ta na ginga
vou ginga pra lhe mostra
Isso aqui é uma rasteira
ela vai lhe derrubar

Capoeira!
CORO: Vamos a luta

Capoeira!
CORO: Vamos brincar

Capoeira!
CORO: Vamos a luta

Capoeira!
CORO: Vamos brincar

Dois homens na roda
meia lua cortando
armada girando
Capoeira é da gente
não daqueles
que querem faze-la morrer

Capoeira!
CORO: Vamos a luta

Capoeira!
CORO: Vamos brincar

Capoeira!
CORO: Vamos a luta

Capoeira!
CORO: Vamos brincar

Minha nega e a capoeira

Eu vim de muito longe
eu vim foi pra buscar
o chamego e o carinho
que essa nega tem pra me dar

que essa nega tem pra me dar
hahaa!!!

O povo ta se juntando
a roda vai començar
Eu vim de muito longe
e vim eu vim camará

e vim eu vim camará

O povo ta se juntando
a roda vai començar
Eu vim de muito longe
e vim eu vim camará

e vim eu vim camará

Bate bate o meu berimbau
eu vim la da Ribanceira
so pra ver minha flor
ir ginga na capoeira

ir ginga na capoeira

Bate bate o meu berimbau
eu vim la da Ribanceira
so pra ver minha flor
ir ginga na capoeira

ir ginga na capoeira

Me da um cheiro me da
Me da um cheiro me da
da um cheiro minha nega
quero um mundo de carinho
um cheirinho so não chega

um cheirinho so não chega

Me da um cheiro me da
Me da um cheiro me da
da um cheiro minha nega
quero um mundo de carinho
um cheirinho so não chega

um cheirinho so não chega

Mestre Bimba foi se embora
mais na roda foi doutor
hoje esta nos assistindo
junto com nosso senhor

junto com nosso senhor

Mestre Bimba foi se embora
mais na roda foi doutor
hoje esta nos assistindo
junto com nosso senhor

junto com nosso senhor

Bate bate o meu berimbau
eu vim la da Ribanceira
so pra ver minha flor
ir ginga na capoeira

ir ginga na capoeira

iê!!!